terça-feira, 13 de janeiro de 2009

leituras 2008

Com 26 livros a dividir por 12 meses, li 2,17 livros por mês. Gostava de ter tempo para mais. *suspiro* Em 2009 vou tentar ler mais livros lusófonos, porque realmente não li um um único livro escrito originalmente em português. Raios!

A negrito estão os autores Prémio Nobel e a itálico os livros "repetidos". Sim, porque eu leio e releio os livros de que gosto vezes sem conta, e acreditem que é sempre uma experiência diferente!
  • dança dança dança (haruki murakami)
  • o sonho mais doce (doris lessing)
  • 19 minutos (jodi picoult)
  • dexter - um pesadelo raiado de negro (jeff lindsay)
  • miguel street (v. s. niapaul)
  • árvore dos sentidos (oonya kempadoo)
  • a vida secreta das abelhas (sue monk kidd)
  • no coração desta terra (j. m. coetzee)
  • hard-boiled wonderland and the end of the world (haruki murakami)
  • as pontes de madison county (robert james waller)
  • sapatos de rebuçado (joanne harris)
  • uma ofuscante falta de luz (tahar ben jelloun)
  • a hora de saída (christophe dufossé)
  • photo icons - the story behind the pictures (hans-micheal koetzie)
  • entre dois palácios (naguib mahfouz)
  • a linha da beleza (alan hollinghurst)
  • marley e eu (john grogan)
  • o capitão dos adormecidos (mayra monteiro)
  • a menina que não queria falar (torey hayden)
  • o livro da selva (rudyard kipling)
  • a honra perdida de katharina blum (heinrich böll)
  • o segundo livro da selva (rudyard kipling)
  • brisingr (christopher paolini)
  • na outra margem entre as árvores (ernest hemingway)
  • regresso a madison county (robert james waller)
  • um dia na vida de ivan denisovich (alexandr solzhenitsyn)
  • a engrenagem (jean paul sartre)
  • crónica de uma morte anunciada (gabriel garcía márquez)
  • through the looking glass (lewis carrol)
  • stasiland (anna funder)
[editado: estava-me a parecer que me faltavam livros, e fui ver ao moleskine, que é actualizado mais frequentemente. Pois, afinal foram 30 livros, que dá 2,5 livros por mês.]

2 comentários:

tiagogoncalves disse...

inveja.

2numundo disse...

ana, não sei se será muito o teu estilo, mas não posso deixar de te dizer que tens de ler obrigatoriamente os livros pretos do gonçalo m. tavares! por ordem de saída, claro está, que isto das pessoas pensarem que as coisas não têm ordem, desordena-me! *